19Abril2018

NOTÍCIAS SAÚDE Farmácias também poderão oferecer vacinação do SUS em todo o país
whatsSap-do-portal-novo-numero

farmacias-de-plantao

Farmácias também poderão oferecer vacinação do SUS em todo o país

Medida semelhante já existe em alguns estados

Farmcias-tambm-podero-oferecer-vacinao-do-SUS-em-todo-o-pas As farmácias, drogarias e estabelecimentos de saúde de todo o Brasil poderão oferecer vacinação aos usuários em breve. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, aprovou a resolução que autoriza o serviço, que já era regulamentado em alguns Estados e no Distrito Federal. Desta forma, o cidadão vai contar com mais opções de locais onde obter as imunizações, o que vai facilitar o acesso ao serviço.

O presidente da Associação de Drogarias e Farmácias de Linhares (Adefal), Renaldo Marchete, disse que ainda não está claro como a nova medida irá funcionar na prática, mas garante que os estabelecimentos do município têm condições de dar conta da demanda. “É preciso saber que tipo de estrutura teremos que montar para fazer esses atendimentos. Hoje já existe a vacinação nos postos e ainda não sabemos como as farmácias iriam atuar, mas se houver contrapartida do governo, o setor pode sim trabalhar nessa parceria”, comentou.


Fique EM DIA com notícias relacionadas

Plano de combate a doenças crônicas não transmissíveis é lançado no ES

Socorro rápido à pessoa com AVC pode evitar até 100 mil óbitos por ano


Os requisitos mínimos para o funcionamento de estabelecimentos que oferece vacinação são os seguintes:

- Licenciamento e inscrição do serviço no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES);

- Afixação do Calendário Nacional de Vacinação, com a indicação das vacinas disponibilizadas;

- Responsável técnico;

- Profissional legalmente habilitado para a atividade de vacinação;

- Capacitação permanente dos profissionais;

- Instalações físicas adequadas, com observação da RDC 50/2002 e mais alguns itens obrigatórios a exemplo do equipamento de refrigeração exclusivo para a guarda e conservação de vacinas, com termômetro de momento com máxima e mínima;

- Procedimentos de transporte para preservar a qualidade e a integridade das vacinas;

- Procedimentos para o encaminhamento e atendimento imediato às intercorrências;

- Registro das informações no cartão de vacinação e no Sistema do Ministério da Saúde;

- Registro das notificações de eventos adversos pós vacinação e de ocorrência de erros no Sistema da Anvisa;

- Possibilidade de vacinação extramuros por serviços provados; e

- Possibilidade de emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP).

Segundo a Anvisa, a fiscalização dos órgãos de vigilância sanitária nos Estados e municípios, vão ter normas mais objetivas e uniformes. Além disso, agora, os usuários vão poder identificar, de maneira clara, quais são os estabelecimentos que respondem às normas de qualidade e segurança. As regras aprovadas também preveem a obrigatoriedade do registro das informações nos cartões de vacinação.

 

Redação Portal Linhares Em Dia 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Curta a página do LINHARES EM DIA no Facebook e siga nosso perfil no Twitter