25Junho2019

NOTÍCIAS POLÍTICA Projeto que proíbe casamento de menores de 16 anos pode ir à Plenário no Senado

farmacias-de-plantao

Projeto que proíbe casamento de menores de 16 anos pode ir à Plenário no Senado

O PLC já foi aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e tem pedido de urgência

Projeto-que-probe-casamento-de-menores-de-16-anos-pode-ir--Plenrio-no-Senado

O projeto de lei que proíbe definitivamente o casamento de menores de 16 anos, que já foi aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), tem pedido de urgência e está pronto para a análise do Plenário do Senado.


Fique EM DIA com notícias relacionadas à POLÍTICA.

Bolsonaro diz que caixa-preta de órgãos federais começou a ser aberta

Presidente diz que alíquota do Imposto de Renda poderá ser reduzida


Atualmente, o casamento é permitido após a maioridade civil, que é de 18 anos, ou depois dos 16 anos, com a autorização dos pais. Segundo o Código Civil, para aqueles jovens que são menores de 16 anos, o casamento só é admitido se a adolescente estiver grávida ou para evitar imposição ou cumprimento de pena criminal, já que ter relações sexuais com menores de 14 anos é crime.

A senadora Marta Suplicy, que foi relatora na CCJ, destacou um estudo da ONG Promundo, que aponta que o Brasil é o quarto país no mundo com o maior número de casamentos infantis.

“Três milhões de brasileiras que afirmaram ter casado antes de completar dezoito anos de idade. Mais do que isso, ainda segundo o estudo, 877 mil mulheres brasileiras se casaram com até quinze anos de idade - infanticídio isso, né? - e existem no país, atualmente, cerca de 88 mil meninos e meninas, com idade entre dez e quatorze anos, em uniões consensuais, civis ou religiosas.”

Agora, como o projeto de lei tem pedido de urgência, está pronto para a análise do Plenário.

Redação Portal Linhares Em Dia


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Siga-nos no FacebookTwitter e YouTube.

Convidamos você a fazer parte dos nossos canais nas redes sociais e navegar pelo nosso Portal de notícias Linhares Em Dia.