17Novembro2019

NOTÍCIAS POLÍCIA Professor é denunciado pelo MP por assediar estudante de 13 anos de idade

emdiacomunicacao.vcjasaiunamidia

Professor é denunciado pelo MP por assediar estudante de 13 anos de idade

Além da prisão, o MP pede indenização de R$ 10 mil por danos morais à menor

Professor__denunciado_pelo_MP_por_assediar_estudante_de_13_anos O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Mucurici, denunciou um professor de Ponto Belo por assédio sexual a uma estudante que tinha 13 anos à época dos fatos. O MPES requereu o aumento da pena, em razão das circunstâncias do fato, por se tratar de crime contra menor de 14 anos (vulnerável).

Leia também  >>   Operação de combate ao tráfico de drogas já levou 10 para a cadeia em Linhares

Logo no início das investigações, o professor foi afastado administrativamente da escola e atualmente não dá aula em nenhum estabelecimento de ensino escola estadual ou municipal, respondendo ao processo em liberdade.

Justificando que prestaria ajuda com material de estudo, o homem, que não dava aula diretamente para a adolescente, estabeleceu o primeiro contato com a vítima usando um aplicativo de mensagens. Posteriormente, solicitou o número de telefone da adolescente, prosseguiu o contato e começou a assediar e constranger a vítima. As mensagens foram enviadas em horários de menor vigilância dos pais da aluna, entre 23h e 2 horas.

De acordo com a denúncia, o professor introduziu na conversa, de forma ininterrupta, diálogos com teor notoriamente libidinoso. Ele solicitava que a aluna enviasse fotos íntimas e fazia exposição da vida sexual. Mesmo após repreendido pela adolescente, o professor insistiu em manter diálogos constrangedores.

Leia também  >>   Polícia Civil pede ajuda a população para prender suspeito de matar taxista em Linhares

O MPES pediu a condenação do professor por assédio sexual, com culpabilidade e circunstâncias agravadas, em especial, por se tratar de crime contra menor de 14 anos, praticado durante a madrugada (menor vigilância dos pais) e por meio de aliciamento em redes sociais privadas. O Ministério Público requereu, ainda, o pagamento de indenização à vítima por danos morais presumidos no valor mínimo de 10 mil reais. 

 

Redação Portal Linhares Em Dia


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Siga-nos no FacebookTwitter e YouTube.

Convidamos você a fazer parte dos nossos canais nas redes sociais e navegar pelo nosso Portal de notícias Linhares Em Dia.

logo.sitelinharesemdia.rodape
Linhares Em Dia é Marca Registrada®
© Copyright Linhares EM DIA 2010 - 2019
Todos os direitos reservados. All rights reserved.
Informação com conteúdo e credibilidade.   Information with content and credibility.
Contato - Home - Geral - Polícia - Saúde - Esporte - Política - Entretenimento
Destaque - Filmes em Cartaz - Empregos|Cursos|Concursos - Falo Mesmo
Produtos e Serviços - Farmácias de Plantão