21Março2019

NOTÍCIAS GERAL São Mateus: ponto histórico/turístico, a Igreja Velha, será protegida por grade metálica

farmacias-de-plantao

São Mateus: ponto histórico/turístico, a Igreja Velha, será protegida por grade metálica

A ação tem como objetivo preservar um dos mais importantes monumentos históricos de São Mateus. A grade metálica terá a cor verde, para compor com a paisagem local e será dotada de portões para acesso da população diurno.

À noite, os portões ficarão fechados. Assim, o monumento será preservado da depredação e mau uso do espaço público.

História
Ao contrário do que pensa a maioria das pessoas, a Igreja Velha não chegou a funcionar como uma igreja. Trata-se de uma obra inacabada.  Sua construção teve início na primeira metade do século XIX. O projeto era construir a maior igreja da cidade. Os recursos vinham do imposto de 1% sobre o que era exportado pelo Porto de São Mateus. A construção, entretanto, estava ficando muito demorada, e em 1853, a Câmara Municipal decidiu por paralisar a obra, pois chegaram a conclusão que levaria 50 anos para ser concluída.

Mesmo assim, não é difícil encontrar quem deixa a imaginação correr solta, criando verdadeiros cenários de filme para o local. Há quem pense nas missas que eram realizadas na nave principal, nos fiéis que teriam feito suas mais devotadas orações, e nas crianças que sempre fazem de qualquer momento e lugar uma hora de brincar. Há até quem levante a suspeita de um túnel secreto, construído pelos jesuítas, que ligaria a sacristia da igreja até o Porto.

Uma boa fonte de informação sobre o monumento pode ser encontrada na obra dos historiadores mateenses Eliezer Nardoto e Herinéia Lima, “História de São Mateus”. De acordo com o livro, as pedras que compõem as paredes da Igreja Velha vinham como lastro nos navios que chegavam ao Porto de São Mateus para buscar mercadorias. O lastro sólido era muito usado na época para que os navios com porões de carga vazios não perdessem a estabilidade. A argamassa que une as pedras da Igreja Velha era feita de óleo de baleia e conchas torradas e moídas.

Preservação do Patrimônio
A medida faz parte de uma série de ações que o município, um dos mais antigos do país, com 468 anos de colonização, vem tomando para garantir preservação de seus patrimônios.

Com a instalação da grade, o local continua acessível ao público, mas com maior proteção à noite. Desta forma, a administração municipal pretende garantir que as gerações futuras continuem a apreciar a beleza de suas ruínas, e que suas lendas continuem a povoar o imaginário popular.

Redação Portal Ouro Negro