16Novembro2019

NOTÍCIAS GERAL Universidades vão apoiar e criar soluções para a reparação da bacia do rio Doce

emdiacomunicacao.vcjasaiunamidia

Universidades vão apoiar e criar soluções para a reparação da bacia do rio Doce

Foram selecionados 15 projetos de instituições de MG e ES, que receberão aporte de R$ 5,6 milhões

Universidades-vo-apoiar-e-criar-solues-para-a-reparao-da-bacia-do-rio-Doce

Quinze projetos de universidades de Minas Gerais e do Espírito Santo foram selecionados para pesquisar soluções para a recuperação das áreas impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão. O resultado da seleção acaba de ser divulgado pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig).

No total, foram recebidas cerca de 40 propostas. Para as 15 aprovadas, a Fundação Renova vai fazer um aporte de R$ 5,6 milhões, direcionado a projetos de pesquisa com duração de até dois anos.

Leia também  >>     Inadimplente brasileiro deve, em média, R$ 3,2 mil

As iniciativas têm o objetivo de monitorar e gerar soluções inovadoras para as ações de reparação, uma contribuição fundamental do meio acadêmico nesse processo. Entre os aprovados, estão projetos que promovem o desenvolvimento sustentável, como a utilização do rejeito de barragem de minério para fabricação artesanal de tijolos para a construção de moradias, da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), e o uso do rejeito sedimentado da bacia do rio Doce no desenvolvimento de componentes para a construção civil, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Há projetos também na área de educação e cultura, como a implantação de uma rede de conhecimento e cooperação entre pesquisadores, alunos e moradores da bacia do rio Doce, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), e ambiental, com o monitoramento do ecossistema em áreas com influência da foz, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

O líder das ações de Economia e Inovação da Fundação Renova, Paulo Rocha, ressalta a importância do apoio ao desenvolvimento de pesquisas que tragam soluções conjuntas para os problemas enfrentados no processo de reparação: "Existe uma fronteira do conhecimento em vários temas e áreas em que a pesquisa científica é fundamental na busca por soluções. Entendemos que essa chamada vai nos dar a oportunidade de encontrar respostas que, seguramente, irão contribuir para esse processo".

A seleção foi realizada por meio da Chamada 09/2018 – Pesquisa Desenvolvimento e Inovação, uma parceria entre a Fundação Renova, a Fapemig e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes). O edital abrange financiamento em projetos de pesquisa de até R$ 1 milhão e com prazo de 24 meses para o desenvolvimento.

A chamada faz parte de um Acordo de Cooperação Técnica, firmado em maio de 2017, que prevê parcerias com as instituições para o fomento e financiamento de estudos que tenham como foco a recuperação das áreas impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana.

Leia também  >>     Processos de Habilitação podem ser prorrogados no ES em casos de problemas de saúde

Sobre a Fundação Renova

A Fundação é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, constituída com o exclusivo propósito de gerir e executar, com autonomia técnica, administrativa e financeira, os programas e ações de reparação e compensação socioeconômica e socioambiental para recuperar, remediar e reparar os impactos gerados a partir do rompimento da Barragem de Fundão, com transparência, legitimidade e senso de urgência.

A Fundação foi estabelecida por meio de um Termo de Transação e Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas, os governos federal e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes, Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai, Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016.

Redação Portal Linhares Em Dia


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Siga-nos no FacebookTwitter e YouTube.

Convidamos você a fazer parte dos nossos canais nas redes sociais e navegar pelo nosso Portal de notícias Linhares Em Dia.

logo.sitelinharesemdia.rodape
Linhares Em Dia é Marca Registrada®
© Copyright Linhares EM DIA 2010 - 2019
Todos os direitos reservados. All rights reserved.
Informação com conteúdo e credibilidade.   Information with content and credibility.
Contato - Home - Geral - Polícia - Saúde - Esporte - Política - Entretenimento
Destaque - Filmes em Cartaz - Empregos|Cursos|Concursos - Falo Mesmo
Produtos e Serviços - Farmácias de Plantão