18Novembro2018

NOTÍCIAS GERAL 13 de setembro - Dia Nacional da Cachaça
e-mailmarketing082015

farmacias-de-plantao

13 de setembro - Dia Nacional da Cachaça

O município de Linhares no ES produz a melhor cachaça branca do País

13-de-setembro---Dia-Nacional-da-Cachaa

Destilado nacional por excelência, a cachaça tem um dia só dela (13/09) e, os capixabas em especial os linharenses tem um motivo a mais para comemorar a data, é que Linhares tem a melhor cachaça da linha branca do Brasil.


Fique EM DIA com notícias relacionadas à GERAL.

HGL: Governo do Estado irá assumir a gestão do Hospital Geral de Linhares

Estado libera R$ 277,26 milhões em investimentos


A cachaça Princesa Isabel Aquarela, fabricada no alambique da Fazenda Tupã, na localidade de Desengano, na zona rural de Linhares, no Norte do Estado, garantiu o primeiro lugar na linha branca do produto, no 3º Ranking da Cúpula da Cachaça que, elegeu as 50 melhores do Brasil nessa categoria em fevereiro deste ano.

Instituída por um decreto parlamentar em 2010, a data chegou para homenagear uma passagem de nossa história conhecida como Revolta da Cachaça, em que a coroa portuguesa (em 1659) proibiu a produção do líquido no Brasil e ordenou a destruição de todos os alambiques. Em 13 de setembro 1661, a rebelião levantada pelos senhores de engenho do rio de janeiro acabou, retomando a liberação.

Feita de cana-de-açúcar, a cachaça produzida no país ganhou variadas versões obtidas por meio da fermentação e destilação do caldo de cana ou melaço, que pode ser envelhecido em diferentes tipos de toneis, resultando em bebidas com estrutura, aromas e sabores diferentes. Conheça as opções da Cachaça Santa Isabel. São elas:

Cachaça Aquarela

A cachaça Princesa Isabel é produzida na Fazenda Tupã, às margens do Rio Doce, em uma região rica pela cultura de cacau e natureza exuberante. Por entre as árvores das matas e os terreiros das casas, onde tenha um cacho de banana madura, gaturamos nos brindam com suas cores e canto. Essa homenagem, portanto, é não apenas ao pássaro, mas à onde viemos - à nossa casa. A cachaça Princesa Isabel foi pensada neste contexto de brasilidade e alegria; é frutada, com aromas equilibrados e bem suave, perfeita para drinks e especial para caipirinha!

Cachaça Ouro

A cachaça Princesa Isabel é produzida às margens do lendário Rio Doce, no município de Linhares- Espírito Santo. Nessa terra onde frutificam matas de cacau se planta e cultiva a cana-de-açúcar para produção artesanal desta cachaça primorosa. O rigor no controle de todo o processo produtivo - sempre de forma sustentável - confere à cachaça Princesa Isabel os aromas e sabores de um destilado superior. Uma identidade única, constituído pelo rio, proximidade do mar, nossa terra, nossa flora e da capacidade de nossa gente colaboram para a singularidade do produto, feito para ser prazeroso, brindado e apreciado. Tem sabor de liberdade!

Cachaça Tradição

Tem quem não abra mão da tradição, nós também não! Mas sentimos que podíamos dar um passo a mais, dar o nosso toque. É nesse sentido que fizemos a cachaça corrupião, uma bebida fina de alambique autêntica, envelhecida em bálsamo, mas com um toque especial de cachaça envelhecida em jaqueira. Isso faz com que, além das características herbais habituais e do aroma de anis marcante ela seja enriquecida com perfume floral e de frutas amarelas.

Feita da forma tradicional, mas com sotaque capixaba, armazenadas em tonéis de boa qualidade e feitos sob encomenda pelos nossos tanoeiros. Sabor de liberdade é parte da nossa tradição.

Cachaça Sete Cores

Na beira do Rio Doce cultivamos cacau na forma mais tradicional e sustentável. Lá, um certo dia no ano de 2015, uma frondosa jaqueira secular tombou durante um temporal, foi quando nosso patriarca teve essa grande ideia. Recolheu o tronco caído e levou para que nosso tanoeiro fizesse barris com a madeira. De volta à fazenda Tupã eles foram enchidos de cachaça Princesa Isabel e o resultado foi essa surpreendente e singular bebida.

Os produtores Adão Cellia e o filho dele, Pedro Henrique Cellia, contam que a cachaça aquarela vencedora do título, foi lançada em novembro de 2016, e em apenas um ano e dois meses no mercado o produto já tinha ganhado outros prêmios, sendo a mais pontuada em Londres, na Inglaterra, e medalha de prata no concurso mundial realizado em Bruxelas, na Bélgica.

O 3º Ranking da Cúpula da Cachaça foi realizado em São Paulo, em fevereiro deste ano, sendo considerado o principal evento do segmento, que acontece de dois em dois anos. A próxima avaliação nacional será em 2020.

Adão Cellia lembra que o primeiro lugar neste ranking consolidou a série de premiações que o produto vinha recebendo.

“A linha branca é muito disputada e estamos muito felizes, não só pelo reconhecimento do nosso trabalho, que é fruto de uma estrutura moderna, de uma assessoria especializada e das boas práticas no manejo da matéria-prima. A nossa cana-de-açúcar é toda produzida na Fazenda Tupã, com o mínimo de agrotóxico, sendo um produto 100% capixaba”, ressaltou o produtor.

Redação Portal Linhares Em Dia


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Siga-nos no FacebookTwitter e YouTube.

Convidamos você a fazer parte dos nossos canais nas redes sociais e navegar pelo nosso Portal de notícias Linhares Em Dia.