19Junho2018

NOTÍCIAS GERAL Ministério Público pede explicações à Escelsa sobre redução de locais para pagamentos
e-mailmarketing082015

farmacias-de-plantao

Ministério Público pede explicações à Escelsa sobre redução de locais para pagamentos

O Banestes não está mais recebendo contas da Concessionária

Ministrio-Pblico-pede-explicaes--Escelsa-sobre-reduo-de-locais-para-pagamentos

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo notificou a EDP Espírito Santo Centrais Elétricas S.A (Escelsa) a esclarecer possíveis irregularidades na redução drástica dos pontos de pagamento das contas de energia elétrica. 


Fique EM DIA com notícias relacionadas à GERAL.

Cesan negocia o controle do tratamento de água e coleta de esgoto em Linhares, São Mateus e Aracruz

Linhares: Professores da rede municipal de ensino realizam protesto


A rescisão do contrato da Escelsa com o Banestes interrompeu o recebimento do pagamento dos boletos de energia elétrica pelo Banesfácil e está causando transtornos aos consumidores. O MPES entende que a situação causa reflexos sociais, físicos, financeiros e emocionais e que as novas práticas comerciais adotadas pela EDP Escelsa atingem, principalmente, cidadãos de baixa renda, não inseridos digitalmente, que efetuam o pagamento da conta de energia elétrica em espécie nos pontos físicos de recolhimentos.

O MPES notificou a empresa para que não sejam cobrados juros, multas, encargos contratuais ou quaisquer acréscimos decorrentes do não pagamento das contas, assim como o fornecimento de energia elétrica não seja interrompido contando a partir da terça-feira (03/04).

Além disso, a notificação recomendou que a EDP Escelsa restabeleça a condição de recebimento oferecida anteriormente ou substitua, proporcionalmente, os postos de pagamento. A Escelsa não se pronunciou sobre o assunto.


Redação Portal Linhares Em Dia


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Siga-nos no FacebookTwitter e YouTube.

Convidamos você a fazer parte dos nossos canais nas redes sociais e navegar pelo nosso Portal de notícias Linhares Em Dia.