21Julho2018

NOTÍCIAS GERAL Espírito Santo recebe quase R$ 100 milhões em investimentos nas áreas de Educação e Saneamento
e-mailmarketing082015

farmacias-de-plantao

Espírito Santo recebe quase R$ 100 milhões em investimentos nas áreas de Educação e Saneamento

Mais investimentos para a melhoria da qualidade da educação capixaba e para a área de saneamento

Esprito-Santo-recebe-quase-R-100-milhes-em-investimentos-nas-reas-de-Educao-e-Saneamento

O ministro da Educação, Mendonça Filho, esteve no Espírito Santo nesta quarta-feira (10) para anunciar a liberação de R$ 36 milhões para o Estado e municípios. Dentre esses, R$ 24 milhões são para investimento na educação em tempo integral, do Programa Escola Viva, e R$ 4,5 milhões serão destinados para apoiar na elaboração do novo currículo capixaba e também para produção de material didático e formação de professores das redes municipais e estadual, do Ensino Fundamental. Já a Cesan e o Governo do Estado assinaram quatro contratos com a Caixa Econômica Federal para liberar financiamento no valor de R$ 63,56 milhões em obras de saneamento no Espírito Santo. O recurso vem do programa Saneamento para Todos, do Ministério das Cidades.


Fique EM DIA com notícias relacionadas

Doença: Caxumba passa a ter notificação obrigatória

Motoristas preparem o bolso: aumento de 0,70% no preço da gasolina


A solenidade ocorreu no Palácio Anchieta, com presença do governador Paulo Hartung, do presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia, do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, do prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto, de prefeitos do Espírito Santo, deputados, entre outras autoridades.

“Hoje estamos anunciando investimentos de quase R$ 100 milhões, entre saneamento básico e educação, que são duas áreas estratégicas para o país. Hoje fazemos uma agenda muito boa para os capixabas, de valorização do trabalho que está sendo feito no Estado e que contempla setores estratégicos. Quando olhamos o futuro do Brasil, entre os enormes desafios que temos, um deles é melhorar a educação de nossos jovens. O mundo está integrado, competitivo e precisamos ter uma juventude com bom nível de qualificação”, destacou o governador Paulo Hartung.

O governador falou também da importância de se fazer investimentos em saneamento básico no país. “O Brasil tem um grande déficit na área de saneamento. Quando olhamos a infraestrutura de uma forma geral, todo passo realizado para universalizar a área de saneamento básico, principalmente coleta e tratamento de esgoto, é uma ação de respeito ao meio ambiente e à saúde pública”, completou Paulo Hartung.

Educação

Dentre os investimentos anunciados, R$ 24 milhões serão para educação de tempo integral, o programa Escola Viva. Com o aumento do número de unidades implantadas em 2018, o valor do repasse representa o dobro do valor destinado pelo governo federal em 2017. Neste ano, estarão em funcionamento 32 unidades Escola Viva, em 23 municípios do Espírito Santo.

Cerca de R$ 8 milhões serão para ações diretas entre o Mec e os municípios, como compra de mobiliário, de ônibus escolar, obras e ações de apoio na melhoria da proficiência dos estudantes do ensino fundamental.

Para custeio da produção de material didático e realizações de formações de professores e gestores das redes estadual e municipais de ensino, serão destinados R$ 2,5 milhões. Essas ações vão fortalecer o Pacto pela Aprendizagem e a reestruturação da educação básica no Espírito Santo.                                                      

A novidade é que o Mec também destinará recursos para apoiar a construção do novo currículo capixaba. Serão R$ 2 milhões para serem aplicados na contratação de consultoria especializada, no apoio logístico para realização dos seminários e eventos regionais programados para promover o debate sobre o tema durante o ano e também para reprodução do documento após a finalização do processo. O foco está no apoio técnico-financeiro para que o Estado, em colaboração com os municípios, construa um novo currículo capixaba após a aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

“A parceria do governo federal com a gestão Paulo Hartung se destaca na área da Educação. A agenda do Brasil passa pela Educação, que é um desafio atual garantir a qualidade e a efetividade da aprendizagem dos estudantes. A gente tem apoio para a Base Nacional Comum Curricular, que foi implementada recentemente e destacamos o programa de educação integral, que é sucesso no Espírito Santo, sendo um programa crescente e que tem se destacado com muita qualidade”, disse o ministro Mendonça Filho.

Novo currículo capixaba

Com a aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o Espírito Santo já está trabalhando para a construção do novo currículo capixaba. De acordo com o cronograma, a construção terá duas fases: contribuição nas escolas e contribuições nos encontros regionais.

“A Base Nacional Comum Curricular é um avanço na longa luta para melhorar a educação brasileira. Sem dúvida a Base tem que ser a nossa referência para dar vazão à criatividade e fazermos o que há de melhor para a Educação. Ela é um importante instrumento para a redução das desigualdades educacionais. Ela será um parâmetro para que as escolas e os professores tenham um importante instrumento de gestão pedagógica. A ideia é que, com o documento, o País possa garantir maior equidade no acesso aos conteúdos considerados essenciais”, ressaltou o secretário de Estado da Educação, Haroldo Rocha.

A previsão é que em março seja lançada pela Secretaria de Estado da Educação (Sedu) e pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-ES) a primeira versão do documento.  A partir daí, esse documento será analisado pelas escolas (estaduais, municipais e privadas) até julho. Todos farão contribuições/críticas e sugestões por meio de um sistema online de consulta pública.

A partir de agosto, já com as contribuições analisadas no sistema, será lançada uma segunda versão revisada por todas as escolas do Estado. Serão realizados encontros regionais com profissionais da educação e com a sociedade civil para que seja analisada essa segunda versão e feito um novo ajuste coletivo para que em dezembro seja lançada a versão final do currículo capixaba, para implantação em 2019.

Desenvolvimento sociemocional

Com escolas mais preparadas para desenvolver estudantes capazes de atuar com autonomia no século 21. O Espírito Santo planeja ser um dos primeiros estados brasileiros a incorporar o desenvolvimento socioemocional de forma estruturada na rotina da sala de aula.

Em 2017, a Sedu firmou uma parceria inédita com o Instituto Ayrton Senna para promover essa incorporação à política educacional na rede pública de ensino do Estado.

“Precisamos adotar um currículo que incorpore as competências socioemocionais para o século 21. O desenvolvimento dessas competências é algo fundamental a ser feito. As escolas ganharão uma nova dinâmica perante a sociedade e, principalmente, aos jovens", comenta o secretário Haroldo Rocha.

As competências socioemocionais incluem um conjunto de habilidades como responsabilidade, colaboração e resiliência, entre diversas outras, importantes para que os estudantes saibam lidar melhor com suas emoções, relacionar-se com os outros e alcançar objetivos na vida. Diversos estudos indicam que o desenvolvimento dessas habilidades pela escola são um importante caminho para impulsionar os resultados escolares e, ao mesmo tempo, promover as aprendizagens necessárias para enfrentar as complexidades do século 21, formando crianças e jovens mais protagonistas e bem preparados para explorarem seus potenciais, se inserirem plenamente no mundo do trabalho, da cidadania e das relações sociais.

Por isso, o Governo do Estado pretende incorporar a educação socioemocional à política educacional em sua rede pública de ensino, com a união de esforços e competências entre os parceiros, e o Instituto Ayrton Senna concederá o apoio técnico necessário para a execução do projeto, aportando seu conhecimento de forma a facilitar o cumprimento das demandas, indicando as metodologias que serão adotadas e como garantir que os professores tenham a formação adequada.

Redação Portal Linhares Em Dia 


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Se achar algo que viole os TERMOS DE USO, denuncie. Leia as PERGUNTAS MAIS FREQUENTES para saber o que é impróprio ou ilegal. 

Curta a página do LINHARES EM DIA no Facebook e siga nosso perfil no Twitter