208 30/11/2021 às 06:30

Livro aborda produção audiovisual experimental do ES nos últimos 40 anos

Redação Em Dia ES

A publicação é resultado de uma pesquisa empreendida por Erly Vieira desde 2003 e traz um mapeamento de 217 obras, de 81 realizadores audiovisuais diferentes, entre os anos de 1979 e 2020
Livro aborda produção audiovisual experimental do Espírito Santo nos últimos 40 anos. Foto: Reprodução / Governo ES
Apresentar um recorte abrangente da produção audiovisual das últimas quatro décadas, a partir da experimentação. Essa é a proposta do livro Rasuras – 40 anos de Vídeo Experimental no Espírito Santo, de Erly Vieira Jr, pela Editora Cousa, e que ganha lançamento presencial nesta terça-feira (30), às 19 horas, no Grappino RangoBar, no Centro de Vitória. O livro é um projeto contemplado no Edital 005/2019: Seleção de Projetos Culturais Setoriais de Audiovisual no Espírito Santo, da Secretaria da Cultura (Secult), por meio do Fundo de Cultura do Estado do Espírito Santo (Funcultura).

A publicação é resultado de uma pesquisa empreendida por Erly Vieira desde 2003 e traz um mapeamento de 217 obras, de 81 realizadores audiovisuais diferentes, entre os anos de 1979 e 2020. Destas, 143 trabalhos são analisados detalhadamente no projeto. A obra traça um percurso que atravessa as principais linhas de força da produção audiovisual do Espírito Santo, com experiências pioneiras em videoinstalação, videoarte, videodança e videoperformance, além do filme-dispositivo e do filme-ensaio.

“Para falar de vídeo experimental, entendi que precisaria pensar uma metodologia de pesquisa específica e também uma forma de estruturar o texto, aliando informações históricas coletadas nos documentos de época, imprensa, catálogos de mostras, livros dedicados à produção daqui com informações referentes aos processos criativos e modos de realização bastante diversificados entre si, coletados em entrevistas e conversas diversas com esses artistas durante esses anos todos. Inclusive tentando entender melhor o lugar que cada trabalho ocupa no conjunto da obra de cada pessoa ou no coletivo”, pontuou Erly Vieira.

Em 260 páginas, o livro apresenta textos que abordam desde a primeira videoinstalação apresentada no Espírito Santo, a obra Taru, do artista Nenna, em dezembro de 1979, na Galeria Homero Massena, até trabalhos recentes e destaque na produção contemporânea no campo das artes visuais no Brasil, de nomes como Castiel Vitorino Brasileiro, Fredone Fone, Gabriel Menotti, Gui Castor e Rubiane Maia. “Busquei fazer um enfoque crítico que acho fundamental para compreender melhor essa produção, bem como as questões estéticas, políticas e éticas que a atravessam, tanto coletiva quanto individualmente”, explicou o autor.

História 
“É um texto que mistura mapeamento histórico, informações de processo criativo e ensaio crítico”, disse Erly Vieira. Para ele, lançar o livro “Rasuras” é uma oportunidade de ampliar e revisitar a história da produção cultural do Estado. “É importante entender que há lacunas, omissões, ausências nesses recortes, e, por isso, acredito que este livro não é definitivo. Aliás, nenhum dos que publiquei, mas sim um ponto de partida para que outros estudos sejam feitos e lancem outros olhares para o audiovisual feito no ES”, complementou.

Entre as obras pioneiras analisadas, incluem-se Formólia (1986), de Paulo Sérgio de Souza e Ricardo Néspoli, considerada a primeira videoarte realizada em terras capixabas; a videodança Via Sacra (1988), de Magno Godoy; a videoarte Graúna Barroca (1989), de Ronaldo Barbosa, multipremiada internacionalmente; o filme-ensaio TV Reciclada (1991), de Arlindo Castro e Ronaldo Barbosa; e os experimentos em videoperformance realizados no final dos anos 1980 pelo coletivo Éden Dionisíaco do Brasil.

Vieira acredita que a publicação pode ser um ponto de partida para que outros pesquisadores ampliem o debate e lancem luz sobre o processo de inclusão no meio artístico. “Para que também sejam problematizadas as ausências históricas – os porquês de certos grupos sociais só terem acesso aos meios de produção, a partir de determinados momentos históricos, as mudanças de discursos e temáticas presentes em cada época, tudo isso nos ajuda a compreender melhor as relações entre o audiovisual e a sociedade, as formas como cada época enxerga sua diversidade cultural, e, a partir daí, apontarmos para outros futuros, mais inclusivos,  diversos e mais ousados em todos os sentidos”, acrescentou.

Sobre o autor 
Erly Vieira Jr é cineasta, curador, escritor e pesquisador na área audiovisual. Doutor em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2012), é professor do Departamento de Comunicação Social e do Programa de Mestrado em Comunicação e Territorialidades (Poscom), da -Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Realizou dez curtas-metragens, entre documentários e ficções, exibidos em diversos festivais dentro e fora do Brasil. É autor dos livros Marcus Vinícius – A Presença do Mundo em Mim (2016), Plano Geral – Panorama Histórico do Cinema e Vídeo no Espírito Santo (2015), Exercícios do Olhar, Exercícios do Sentir (2019), Realismo Sensório no Cinema Contemporâneo (2020) e Rasuras – 40 anos de Vídeo Experimental no Espírito Santo (2021). Desde 2012, é um dos curadores do Festival de Cinema de Vitória. É integrante do coletivo cultural Baile.

Serviço:
Lançamento do livro Rasuras – 40 anos de Vídeo Experimental no Espírito Santo, de Erly Vieira Jr

Quando: 30 de novembro (terça-feira) 
Onde: Grappino RangoBar, rua Gama Rosa, 128, Centro Histórico de Vitória 
Valor do livro: R$ 30,00
Aberto ao público 
 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - Artigo de Opinião: sistema de transporte coletivo que promove justiça social Artigo de Opinião: sistema de transporte coletivo que promove justiça social
  2. 2

    2 - Detran|ES passa a emitir Licença de Aprendizagem para a renovação de CNH para PcD Detran|ES passa a emitir Licença de Aprendizagem para a renovação de CNH para PcD
  3. 3

    3 - Desabamento em Capitólio: confira as últimas atualizações sobre o desastre em MG Desabamento em Capitólio: confira as últimas atualizações sobre o desastre em MG
  4. 4

    4 - Como proteger os cães da queima de fogos de artifício com estampido Como proteger os cães da queima de fogos de artifício com estampido
  5. 5

    5 - Espírito Santo perdeu uma de suas maiores lideranças evangélicas Espírito Santo perdeu uma de suas maiores lideranças evangélicas
  6. 6

    6 - Corpos das vítimas do acidente que matou Marília Mendonça são liberados pelo IML Corpos das vítimas do acidente que matou Marília Mendonça são liberados pelo IML

Enquete

Resultado

Você sabe diferenciar uma fake news?


  • Sim
  • Não

 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca