183 01/07/2022 às 07:00

Governo do Estado lança a Plataforma Midiateca Capixaba

Redação Em Dia ES

Como base tecnológica, a plataforma que irá abrigar os arquivos da Midiateca Capixaba será a Tainacan, um software livre de código aberto desenvolvido pela Universidade de Brasília
Governo do Estado lança a Plataforma Midiateca Capixaba. Foto: Hélio Filho/Secom
O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), lançou, nesta quinta-feira (30), a Midiateca Capixaba, plataforma on-line e gratuita que reúne todo um acervo de documentos, fotografias, vídeos, matérias de jornal, músicas, artes gráficas, livros, obras de arte e filmes produzidos no Espírito Santo. Qualquer pessoa pode acessar a plataforma pelo link: www.midiateca.es.gov.br.

Durante o evento de lançamento, realizado no Palácio Anchieta, o governador do Estado, Renato Casagrande, destacou a importância da ação. “Vamos dar uma centralidade na nossa produção cultural que, de alguma forma, está guardada. É um material de décadas que ficará acessível a todos, sendo de fácil localização para a realização de pesquisas acadêmicas e também para o público em geral. É uma forma de facilitar a vida de quem se interessa e quer consumir a cultura e a história do nosso Estado”, disse.

Casagrande reforçou que o governo trabalha para incorporar a inovação e a tecnologia na área cultural, a exemplo do que ocorre nos demais setores do Estado. “Para nós, fazer essa migração e composição da nossa história com a inovação é importante para que tenhamos um Estado cada vez mais referência na área cultural e também na área tecnológica”, pontuou.

O secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha, ressaltou que a Midiateca Capixaba se propõe a contribuir na própria noção e importância da preservação e valorização da memória capixaba.

“Em sua importância, a Midiateca Capixaba traz múltiplas camadas e potências. Na plataforma, na palma da sua mão, a gente pode encontrar obras de arte, documentos históricos, livros e cartazes. A gente pode ver esses retratos da nossa história, esse conjunto de preciosidades que compõem e fortalecem o que a gente é. É um material que tem a força de contribuir diretamente na nossa vida e nos territórios da diversidade. Boa parte deste material vem dos nossos acervos preservados, num trabalho contínuo e brilhante das equipes do Museu de Arte do Espírito Santo, da Galeria Homero Massena, do Arquivo Público, do Museu do Colono, da Biblioteca, do Palácio Anchieta e da TVE”, ressaltou Fabricio Noronha.

De acordo com a museóloga da Secult e coordenadora da Midiateca Capixaba, Paula Nunes, a Midiateca Capixaba é, para além de uma plataforma on-line, uma política de Estado visando à preservação das coleções e a difusão deste rico patrimônio que está salvaguardado nas instituições culturais do Espírito Santo. “O projeto envolve parcerias, pesquisas, oferta de formações, interação com o público, abrangendo as demandas daqueles que realizam a gestão destes bens e daqueles para quem estes bens são preservados – a sociedade capixaba”, enfatizou.

O evento também contou com a presença do diretor do Museu de Arte do Espírito Santo (MAES), Nicolas Soares; do diretor do Sistema RTV-ES, Igor Pontini; do diretor geral do Arquivo Público do Espírito Santo (APE-ES), Cilmar Francischetto; da diretora presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), Cristina Engel; do diretor presidente do Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest), Marcelo Azeredo Cornélio; do reitor da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Paulo Vargas; da superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Espírito Santo (Iphan/ES), Elisa Taveira; da conselheira do Conselho Estadual de Cultura (CEC), Leandra Carla Moreira dos Santos; do professor doutor da Universidade de Brasília (UnB), Dalton Martins; e da professora doutora da Ufes, Daniela Lucas.

O acervo
Já na estreia da plataforma, será possível conhecer acervos dos espaços da Secult, como Biblioteca Pública do Espírito Santo (BPES), Galeria Homero Massena (GHM), Museu de Arte do Espírito Santo Dionísio Del Santo e do Museu do Colono, além de parte dos acervos do Palácio Anchieta e do Arquivo Público. Centenas de fitas em formato U-matic da TV Educativa já foram digitalizadas, e vão ser disponibilizadas no próximo mês. 

Futuramente, serão incluídos acervos do Iphan, da Ufes, materiais como pesquisas contratadas ou realizadas pela Secult, os produtos de editais do Funcultura e um acervo de bens tombados e registrados no Espírito Santo. 

Plano Estadual de Cultura
O projeto segue uma das ações previstas no Plano Estadual de Cultura, que indica a construção de um centro de documentação com um banco de dados e acervo da produção cultural no Estado, disponibilizando acesso a esses conteúdos em plataformas digitais. A plataforma reunirá, pela primeira vez, o máximo de informações sobre diferentes instituições no mesmo ambiente.

A plataforma
Como base tecnológica, a plataforma que irá abrigar os arquivos da Midiateca Capixaba será a Tainacan, um software livre de código aberto desenvolvido pela Universidade de Brasília. A plataforma é customizável, com a possibilidade de adaptação nos diferentes formatos de acervo.  O projeto Midiateca Capixaba conta com convênio celebrado entre a Secult, a UnB e a Fundação de Apoio à Pesquisa (Funape), cooperação técnica com o Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil e tem parceria com a Ufes, o Instituto Oi Futuro e o Iphan/ES.
 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - MPF recomenda que WhatsApp adie lançamento da ferramenta Comunidades no Brasil MPF recomenda que WhatsApp adie lançamento da ferramenta Comunidades no Brasil
  2. 2

    2 - Feto é encontrado em estação de tratamento de esgoto no Norte do ES Feto é encontrado em estação de tratamento de esgoto no Norte do ES
  3. 3

    3 - Polícia mineira investiga participação de PM de Linhares em invasão a uma fazenda em ... Polícia mineira investiga participação de PM de Linhares em invasão a uma fazenda em ...
  4. 4

    4 - Estelionatos são mais da metade dos crimes contra o patrimônio no ES Estelionatos são mais da metade dos crimes contra o patrimônio no ES
  5. 5

    5 - IBGE divulga primeiro levantamento sobre homossexuais e bissexuais no Brasil IBGE divulga primeiro levantamento sobre homossexuais e bissexuais no Brasil
  6. 6

    6 - Polícia prendeu suspeito de matar o namorado da ex-esposa em Linhares Polícia prendeu suspeito de matar o namorado da ex-esposa em Linhares

Enquete

Resultado

Você sabe diferenciar uma fake news?


  • Sim
  • Não

 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca