611 25/03/2022 às 09:00 - última atualização 12/04/2022 às 14:28

Consumo excessivo de alimentos gordurosos aumenta o risco de câncer de intestino

Redação Em Dia ES

Doença mata mais de 20 mil pessoas por ano no país e se manifesta a partir dos 50 anos, com incidência semelhante entre homens e mulheres
Guilherme Rebello é médico radioterapeuta do IRV. Foto: Hugo Boniolo
O câncer colorretal está entre os mais incidentes nos brasileiros, com cerca de 41 mil novos casos por ano, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca). E um dos fatores de risco que age como um gatilho para o desenvolvimento da doença é a alimentação gordurosa e pobre em nutrientes.

Este tipo de tumor maligno é multifatorial e se desenvolve no cólon (intestino grosso) ou reto. No geral, a doença se manifesta a partir dos 50 anos, com incidência semelhante entre homens e mulheres.

O médico radioterapeuta Guilherme Rebello, do Instituto de Radioterapia Vitória (IRV), explica que sedentarismo e o consumo excessivo de alimentos ultraprocessados são fatores de risco que precisam ser observados com atenção.

"A dieta rica em gordura e pobre em fibras pode alterar a concentração e o metabolismo de determinadas substâncias, podendo levar ao câncer. O recomendado é não consumir em excesso alimentos como bacon, salsicha, linguiça, salaminho, mortadela, carnes vermelhas, que possuem conservantes que são cancerígenos", afirma o médico.

O especialista recomenda ainda a adoção de uma rotina que inclua atividade física, uma vez que o sedentarismo contribui para o aumento de gordura visceral, o que é prejudicial à saúde.

Outros fatores de risco são histórico familiar de câncer de intestino, doença inflamatória como retocolite ulcerativa e doença de Crohn, tumor colorretal hereditário, polipose adenomatosa familiar (que causa numerosos pólipos no cólon) e síndrome de Lynch.

Os principais sintomas da doença são sangue nas fezes, alterações no âmbito intestinal com episódios de constipação e diarreia, dor abdominal, sensação de distensão abdominal, massa palpável no abdômen, perda de peso, fraqueza, anemia ou alteração no formato das fezes.

Exames preventivos
Reforçando a campanha Março Azul Marinho, criada para a conscientização sobre a prevenção do câncer colorretal, Guilherme Rebello alerta para a realização de exames preventivos anuais.

"O rastreamento pode ser feito através de dois exames: a pesquisa de sangue oculto nas fezes e da colonoscopia/retossigmoidoscopia. Esses exames devem ser iniciados a partir dos 50 anos – ou dos 40 anos, caso tenha fatores de risco, como história familiar desse câncer, doença inflamatória intestinal ou síndromes genéticas, como a de Lynch", explica.

De acordo com o médico, quanto mais cedo a doença for descoberta, maiores as chances de cura. 

O câncer colorretal mata mais de 20 mil pessoas por ano no Brasil, segundo o Atlas de Mortalidade por Câncer (2019).

Radioterapia
A radioterapia é um dos tratamentos utilizados no combate ao câncer colorretal, mas sua aplicação é recomendada de acordo com o estado e a localização do tumor.

"Em geral, a radioterapia é feita no cenário pré-operatório, com a intenção de causar maior diminuição possível do tumor, facilitando assim a sua remoção cirúrgica", disse.

Normalmente, a radioterapia é indicada em casos de câncer de reto; já o tumor de cólon é tratado com cirurgia e quimioterapia.
 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - Por que é tão importante cortar o açúcar após um procedimento estético? Por que é tão importante cortar o açúcar após um procedimento estético?
  2. 2

    2 - Ministério da Saúde alerta para acidentes que causam queimaduras em festas juninas Ministério da Saúde alerta para acidentes que causam queimaduras em festas juninas
  3. 3

    3 - Saúde vai liberar 4ª dose de vacina contra Covid para pessoas acima de 40 anos Saúde vai liberar 4ª dose de vacina contra Covid para pessoas acima de 40 anos
  4. 4

    4 - Dia Mundial sem Tabaco: tabagismo é a maior causa de câncer evitável do mundo Dia Mundial sem Tabaco: tabagismo é a maior causa de câncer evitável do mundo
  5. 5

    5 - Entenda o que é alopecia, doença de Jada Smith ironizada por Chris Rock no Oscar Entenda o que é alopecia, doença de Jada Smith ironizada por Chris Rock no Oscar
  6. 6

    6 - Consumo excessivo de alimentos gordurosos aumenta o risco de câncer de intestino Consumo excessivo de alimentos gordurosos aumenta o risco de câncer de intestino

Enquete

Resultado

O que mais incomoda na sua saúde no dia a dia?


  • Cansaço
  • Dor de Cabeça
  • Depressão
  • Estresse
  • Outros

 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca